sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Mãe ausente: Orfãos de pais vivos?


Por Magridt Gollnick Luz

Órfãos de pais vivos?
Essa pergunta traduz bem o efeito que a vida moderna está causando às crianças e a sociedade. Filhos deixados em segundo plano desde os primeiros meses de vida, para que mães possam sair em busca de sustento, de posições na sociedade, ou em nosso contexto cristão de posição na igreja. É este triste modelo de vida que os tempos moderno tem obrigado as mulheres a adotar.

Parece ter se instalado um preconceito geral pela maternidade, até mesmo por parte das mulheres. Todos querem saber qual o seu cargo, sua função, sua profissão, como se a maternidade não tivesse o mesmo valor, ou melhor, muito mais valor que qualquer posição na sociedade ou na igreja.

Além da cobrança financeira que tem se colocado sobre a mulher, há uma cobrança para que ela ocupe cargos, se destaque, dispute o lugar que originalmente era masculino, enfim que entre num “ativismo sem fim”, e não se dê ao luxo de parar, nem que para isso seja preciso sacrificar seus filhos. Afinal, usam o argumento de que “é tudo para garantir o futuro deles”... o que cada vez mais está sendo provado que não garante!

Em se tratando da questão financeira, qual o plano original de Deus para o sustento do lar? de quem é o papel de provedor, do homem ou da mulher?

“Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.
A tua mulher será como a videira frutífera, no interior da tua casa;” SL 128

Foi dado oficialmente ao homem a obrigação, o encargo de provedor. Isso não significa que a mulher, se assim desejar muito, não possa no tempo certo, com os filhos já crescidos se expressar e se sentir útil na sociedade, no mercado de trabalho, na igreja, usando seus dons, talentos e habilidades, ganhando dinheiro com isso ou não. Contanto que não deixe de ser mulher virtuosa, (Pv 31) aquela que trabalha, mas nunca abandona ou desampara sua casa, seus filhos e marido. Sabemos que a mulher virtuosa além de trabalhar em família ainda contava com a ajuda de empregadas e no verso 27 lemos que ela está sempre cuidando da sua família. Definitivamente a mulher de provérbios 31 não se assemelha ao modelo moderno de trabalho feminino, onde o trabalho tira a mulher de sua casa, onde na maioria das vezes não se conta com a ajuda de empregadas, e por consequência não há possibilidade de estar sempre cuidando de sua família. A prioridade da mulher virtuosa é o cuidado da família e não o trabalho. Quando o trabalho torna-se a prioridade, perde-se o sentido de mulher virtuosa.

Precisamos aprender a reconhecer Deus como nosso provedor supremo, aquele que nos sustenta e nos abençoa quando cumprimos com sua vontade e chamado. Mais do que esperar do companheiro ou de nosso próprio esforço profissional, precisamos esperar em Deus e descansar nele. Quando atendemos ao chamado de Deus ele nos sustenta. Tenho sido prova disso em minha missão muito especial de estar integralmente cuidando de meus filhos, e com isso costumo dizer, que se estamos trabalhando para Deus, naquilo que Ele nos chamou, Ele com prazer sustenta nosso ministério.

Me chama muito a atenção, que psicólogos do mundo todo tem falado dos efeitos que a ausência das mães no lar tem causado nas novas gerações. A sociedade tem colhido e sofrido com esses frutos: jovens moral-espiritual e psicologicamente corrompidos.
A sociedade está sendo formada por jovens que cresceram sendo “órfãos de pais vivos “.

Achei esse artigo “A mulher e o trabalho” da psicóloga Maria Regina Canhos Vicentin, que exemplifica um pouco do que o próprio meio secular tem diagnosticado.

Trecho: “O mundo já está colhendo as conseqüências da ausência materna no lar. Crianças e adolescentes egocêntricos, individualistas, frios, insatisfeitos e cruéis. De onde vem isso? Da falta de atenção, oras. Da falta de disciplina e limites antigamente impostos à exaustão pelas mães de plantão. Hoje em dia, a empregada, a babá, a creche, a escolinha, são muito mais mães que qualquer mulher que tenha parido. Só que é completamente diferente do calor e carinho que a mãe pode oferecer. É certo que o contato com outras crianças favorece a socialização, incentiva as trocas afetivas e a criação de vínculos de confiança, entretanto, se nada disso se experimenta em casa fica muito mais difícil e complicado, quiçá impossível”...”Se por um lado a ausência materna do lar predispõe os filhos a uma maior independência, por outro sinaliza um real abandono que lhes trará implicações pela vida toda e que não poderão ser supridas por desculpas ou presentes”... “Pena que a mulher tenha de trabalhar tanto e deixar seus filhos aos cuidados do mundo, que até hoje nunca aprendeu a educar alguém.”

Diante disso, me vem Romanos 8.19, “a criação geme pela manifestação dos filhos de Deus”
O mundo não precisa só de profissionais, mas de filhos e filhas cumprindo seu papel para o Reino de Deus. Precisa de mães que realmente sejam mães! O Reino de Deus não será conquistado apenas pelo trabalho de pregadores, ou adoradores, ou seja aqueles que estão na linha de frente, mas é essencial também o trabalho daqueles que ficam nos bastidores, e as mães tem papel fundamental na formação dos futuros discípulos de Jesus.


Já dizia Lutero:
"O maior erro que se pode cometer na cristandade é não zelar corretamente pelas crianças. Pois se queremos que a cristandade tenha um futuro, então precisamos preocupar-nos com as crianças, como era feito antigamente."

“Se queremos pessoas excelentes e hábeis tanto para o governo secular como para o espiritual, cumpre deveras não nos poupemos empenho, faina e gastos na tarefa de ensinar e educar os nossos filhos, a fim de que possam prestar serviços a Deus e ao mundo.” fonte: www.luteranos.com.br

As consequencias de filhos que crescem ao acaso estão aí para todos ver, quando tudo isso poderia ser evitado com a presença materna nos primeiros anos de vida.
Ser mãe em tempo integral não é o "monstro" que muitos pensam. Não é uma questão de abandonar carreira, dons, sonhos...,é apenas uma fase! É um tempo onde nos doamos à família , aos filhos e principalmente à Deus.
Nesse tempo (que aliás passa muito rápido!), deixamos um pouco de lado os nossos sonhos e interesse, para cuidar um pouquinho dos sonhos e interesses de Deus. Ora a chegada de uma criança ao mundo só é possível porque Deus à planejou, à sonhou, e escolheu pais para ela nesse mundo. O mínimo que podemos fazer é zelar com o devido respeito e atenção à esse tesouro, esse projeto humano sonhado por Deus.
Depois, nada impede que aos poucos , voltemos às nossas atividades, conciliando-as a atenção que não podemos deixar de dar aos filhos.

Mas qual a solução para a sociedade que sofre com a ausência das mães atualmente?

A nível geral não sei... mas creio que cada família deve orar a Deus e buscar a sua solução.
A minha tem sido, colocar a maternidade diante de Deus como um Ministério em tempo integral. Ter a fé firme de que nos primeiros anos, onde é essencial minha presença no lar, Deus é o provedor desse ministério.
Nada tem nos faltado!!!

Deus nos abençoe e vamos refletir!

Eu sou Magridt Gollnick da Luz e esse é o Blog Mães no Reino.
A reprodução deste conteúdo é permitida, desde que sejam mencionados os devidos créditos a autoria e fonte.


No próximo artigo estarei trazendo uma palavra de Lutero: “GANHAR O CÉU OU O INFERNO NOS PRÓPRIOS FILHOS”, veja aqui.

12 comentários:

  1. É tão bom ter o privilégio de ser mãe e cuidar desses tesouros que Deus colocou em nossas mãos, é a vontade de Deus que seja assim, e portanto é bom, perfeito e agradável....
    Fazendo isso do resto Deus cuida pra nós!

    ResponderExcluir
  2. Isso tem boa parcela de culpa da mulher também, se sabe que pode ocorrer algum risco do pai da criança fugir, ou deixá-la, tem que pensar 2 vezes antes de ter uma relação com o mesmo.
    Infelizmente vemos isso no Brasil sempre, parece que somos o país recorde disso..
    Lamentável.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Menina,navegando vi seu blog em várias outros (comentários seus)resolvi deixar minha marquinha aqui.
    lindo blog,
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. ..Mas a Mulher que teme ao Senhor, essa sim, sera louvada.
    Queridas irmas, quero parabeniza-las pelo edificante blog.
    Conte com as minhas visitas, amizade e oracoes.

    ResponderExcluir
  5. Retribuindo a visita e o carinho.... tbm ja sou sua seguidora!!! Muito lindo seu blog... Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Não compensa se distanciar demais dos teus, mesmo que isso seja para trazer mais êxito financeiro. Melhor, é andar junto dos que você ama para não perder a influencia do amor familiar. Seja um influenciador da sua família e viva feliz. ...
    http://cledio.blogspot.com/
    recortado do Google - 9/2009

    Querida ir. seu blog esta otimo - estou seguindo essas mulheres de Deus.

    caso tenha um tempo, faça uma visitinha no meu blog Doutrina de Cristo e siga-o pois tem muitas coisas boas pra se ler.

    fique na paz.

    ResponderExcluir
  7. Amei o blog de vocês.Espero muito breve ser avó que é mãe duas vezes,e vou estar seguindo para poder ajudar minhas filhas.Parabéns pela iniciativa e criatividade.

    ResponderExcluir
  8. DEUS TEM ME ENSINADO E FEITO UMA " MÃE NO REINO " TENHO APRENDIDO MUITO AGORA ACOMPANHANHO VCS ENTÃO , TEM SIDO A BOCA DE DEUS PRA MIM. TENHO UMA FILHA DE 5 ANOS SE CHAMA ESTHER HADASSA É UM PRESENTE DE DEUS PRA MIM.

    ResponderExcluir
  9. Menina, antes de mais nada, como vc é linda, que olhos expressivos, que cabelo lindo, seu marido tem sorte e seus filhos também em ter uma mãe linda e esposa linda.
    Queria te agradecer sobre as dicas de parto, adorei viu, estava muito assustada e chocada com o q vi, e o video uqe vc me mostrou, q lindo, adorei mesmo.
    Gostei das suas palavras, o modo como vc escreve, a doçura deste blog, parabéns, pq vc temuma familia linda e é ma mulher mto abençoada.

    Bjosss

    Juu

    • Linkei vc, não pude resistir !!!

    ResponderExcluir
  10. Menina, que olhosa lindos vc tem, que linda q vc é.
    Vim aqui agradecer pelo comentário do part, ajudou mto viu, eu tava apavorada, e agradecer pela prestatividade e pela gentileza em me ajudar com essa duvida.
    Obrigada e parabens pela familia linda viu !!!

    Bjosss

    Juuu

    ResponderExcluir
  11. Gostei do seu blog,muito boa as postagem,parabens,ja sou seguidora,visite meu blog tbem http://wwwblog-nandinha.blogspot.com/
    ,bjss

    ResponderExcluir
  12. muito obrigada por ter postado este artigo,
    justo hoje que me sentia insatisfeita com a escolha que fiz em cuidar da minha familia deixando de lado as minhas expectativas profissionai, me sinto feliz em fazer o que faço, porem as vezes sofro com o preconceito que existe em relaçao as donas de casa.
    sinto me tao bem agora
    obrigad por tudo

    ResponderExcluir

Blog Widget by LinkWithin