quinta-feira, 23 de julho de 2009

Descontando o estresse nos filhos!?


Por Magridt Gollnick Luz




A irritação e estresse resultado da vida moderna, é um problema que hoje alcança ao mais importante executivo até à simples mãe no "sossego"de seu lar.

Horários, compromissos, cobrança, rotina, correria, problemas... São ingredientes quase que "básicos" em nossas vidas nos dias de hoje, e todos misturados dão uma combinação um tanto explosiva. Bomba essa que muitas e na maioria das vezes acaba explodindo em nossos próprios filhos.

Tantas preocupações, temores, e aborrecimentos geram irritação, nervosismo e descontrole, que podem acabar sendo transferidos para nossos filhos, e cônjuge através de atitudes e palavras negativas. Atitudes desprovidas de sabedoria e mansidão.

Já percebeu que naqueles dias em que parece que o "této vai desabar" sobre sua cabeça e por mais que você tente não consegue achar solução, parece ser o dia em que seus filhos mais "aprontam" e a desafiam??
Pois é, mas sabe de quem é a culpa? SUA!
Você sabia que nesses dias você fica tão irritada e de mau humor, que não dá a mesma atenção de costume aos seus filhos, e apartir desse momento a criança parte para a "missão" de chamar a sua atenção, não importa como, seja ficando no seu pé quando você está na maior pressa, ou aprontando alguma pela casa.
É muitas vezes nesse momento onde nossos filhos estão tentando chamar nossa atenção, que nossa paciência se esgota, e tudo o que nos estressou acaba caindo na conta deles, que no fundo, só estavam tentando expressar sua preocupação e carência por nós.


Minha irmã é estudante de psicologia e compartilhou comigo um estudo científico muito interessante, explicando os malefícios do estresse sobre nossa saúde.

Explicando bem leigamente, o que acontece, é que quando algo nos oprime e estressa por muito tempo nosso organismo acaba passando por um sério processo químico.
O primeiro estágio(alerta) é aquele estresse normal que sentimos no dia-a-dia, ao passar por alguma situação tensa ou até mesmo emocionante. É o chamado "estresse positivo" que nos impulsiona a reagir em situações de risco. Quando o agente estressor permanece, passamos para o segundo estágio(resistência),nessa fase toda energia do organismo está concentrada no agente estressor. Assim nosso sistema imunológico enfraquece, e acabamos contraindo vírus e doenças facilmente. E já no ultimo e terceiro estágio(exaustão) o sistema simpatico que é responsável pelas funções de alerta e ação do organismo, esgota todas as suas energias e o sistema parassimpático responsável pelo descanso, sono , desmaios, assume o controle afim de nos manter vivos. Ou seja, é ligado o "piloto automático do corpo humano. Apartir desse momento, esse estado físico é conhecido como Depressão.
A tão famosa depressão, resulta de muita luta de nosso organismo para tentar resolver problemas causados pelo estresse, tristesas,preocupações, etc.

Por isso se algo lhe aborrece, resolva logo! Faça o que for necessário, se for relacionamento chame a pessoa e concerte, perdoe, peça perdão! Se for preocupação vá aos pés do Pai e entregue tudo à Ele, tenha fé! Faça a sua parte, mas não fique com esse problema nas suas mãos.


Não vamos deixar os males do mundo nos atingir e afetar a harmonia de nosso lar.
Lembre-se, nós não somos uma peça isolada, mas fazemos parte de uma aliança com nossa família. Se algo nos oprime, automaticamente afetaremos a vida de todos que nos rodeiam. E o pior que podemos fazer nesse momento é descontar frustrações no ponto mais vulnerável e puro do lar: nossos filhos!

É preciso muitas vezes respirar fundo e pedir ajuda ao Pai. Ele é o único a quem devemos lançar nossas expectativas, nossos temores e problemas. Ele é o único que conhece o íntimo de nosso ser, e o único totalmente capaz de nos entender, até quando nós não entendemos à nós mesmas.

Tem um versículo no qual eu descanso e me acalmo no Senhor ao ler:

"Pois assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando, sereis salvos;
no sossego e na confiança estará a vossa força. Isaías 30:15"

Amadas vamos descansar no Senhor e confiar nEle, esta é a nossa força!
No mais o que podemos fazer é amar nossos filhos e nossa família livres de qualquer peso. Vamos aprender a cada dia com nosso amado Jesus a sermos mansas.

"Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração"

Salmos 10 versículo 17 SENHOR, tu ouviste os desejos dos mansos; confortarás os seus corações; os teus ouvidos estarão abertos para eles.


Salmos 22 versículo 26 Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao SENHOR os que o buscam; o vosso coração viverá eternamente.


Salmos 25 versículo 9 Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho.


Salmos 34 versículo 2 A minha alma se gloriará no SENHOR; os mansos o ouvirão e se alegrarão.


Salmos 37 versículo 11 Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.


Salmos 69 versículo 32 Os mansos verão isto, e se agradarão; o vosso coração viverá, pois que buscais a Deus.


Salmos 76 versículo 9 Quando Deus se levantou para fazer juízo, para livrar a todos os mansos da terra. (Selá.)


Salmos 149 versículo 4 Porque o SENHOR se agrada do seu povo; ornará os mansos com a salvação.

Isaías 29 versículo 19 E os mansos terão gozo sobre gozo no SENHOR; e os necessitados entre os homens se alegrarão no Santo de Israel.


Mateus 5 versículo 5 Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.


Mateus 11 versículo 29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.


Mateus 21 versículo 5 Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, Manso, e assentado sobre uma jumenta, E sobre um jumentinho, filho de animal de carga

Eu sou Magridt Gollnick da Luz e esse é o Blog Mães no Reino.
A reprodução deste conteúdo é permitida, desde que sejam mencionados os devidos créditos a autoria e fonte.

sábado, 11 de julho de 2009

A Tarefa vale o Sacrifício



Nesses dias estava orando e pedindo para o Senhor renovar minhas forças como mãe, pois, o papel de ser mãe segundo a vontade de Deus, exige muita dedicação. Quando decidimos ensinar nossos filhos a andar no temor do Senhor ainda pequenos, parece ser uma tarefa difícil que não nos dará retorno, pois são crianças imaturas e as vezes não vemos resultado imediato.
Precisamos ministrar nossos filhos, como mães capacitadas por Deus, assim veremos futuramente que essa tarefa vale o sacrifício.


Mãe é a aquela que dá a luz ou cria filhos.

São encontrada referências a maternidade em toda a bíblia:

Concepção: (Gn 4:1)"E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem."

Gravidez: (Lc 1:24)"E, depois daqueles dias, Isabel, sua mulher, concebeu, e por cinco meses se ocultou, dizendo:"

Parto: (Is 66:7-9)"Antes que estivesse de parto, deu à luz; antes que lhe viessem as dores, deu à luz um menino.Quem jamais ouviu tal coisa? Quem viu coisas semelhantes? Poder-se-ia fazer nascer uma terra num só dia? Nasceria uma nação de uma só vez? Mas Sião esteve de parto e já deu à luz seus filhos.Abriria eu a madre, e não geraria? diz o SENHOR; geraria eu, e fecharia a madre? diz o teu Deus."






Amamentação: (I Sm 1:23)"E Elcana, seu marido, lhe disse: Faze o que bem te parecer aos teus olhos; fica até que o desmames; então somente confirme o SENHOR a sua palavra. Assim ficou a mulher, e deu leite a seu filho, até que o desmamou."


As mães devem ser respeitadas e obedecidas (Êx 20:12). Mais do que uma tarefa ou responsabilidade, ser mãe é ministrar. Não há dúvida de que isso exige empenho. Que significa sacrifício. Os filhos não saem de uma linha de montagem nem são subpotrodutos de um processo biológico impessoal; eles devem ser criados com amor pelas mães (II Tm 1:3-35). As mães dividem seu tempo entre os filhos, mas multiplicam seu amor por todos eles. A isso ainda é somado o cuidado da casa, muitas vezes a custa da subtração das outras atividades.

Quando o profeta Isaías buscou uma ilustração para o constante amor de Deus por seu povo, o melhor exemplo que encontrou foi a mãs de um bebê (Is 49:15). As Mães tem um amor tão resistente, que nem mesmo as situações a mais difíceis, nem o filho mais rebelde consegue toldar. Como a mãe abre mão da sua própria vida por amor de um filho, ela não esquece da profundidade, da largura e da altura do amor de Deus por ela; de maneira singular expêrimenta a verdadeira alegria da maternidade. Esta é uma verdade que transformará qualquer sofrimento ou sacrifício em grande recompensa e alegria (I Jo 3:16).

Há mães amorosas na bíblia: Agar, vagueando no deserto, chorou pelo filho, e Deus respondeu ao lamento do coração dela mostrando um poço de água para matar sua sede e de Ismael (Gn 21:16-19). Joquebede, desafiou a Faraó para salvar a vida de um filho (Êx 2:1,8). A mãe que recorreu a Salomão estava disposta a deixar que outra mulher ficasse com seu filho, a vê-lo morto (I Reis 3:26). A mulher sulamita amava tanto seu filho que enfrentou uma viagem difícil para encontrar o profeta e pedir-lhe para voltar e dar vida a ele (II Reis 4:22-35). Ana era muito devota ao filho, ainda sim, dispôs-se a oferecê-lo ao Senhor (I Sm 1:27-28). Por outro lado a mães perversas como Atalia, a mãe idólatra do rei Acazias, que orientou seu filho a andar no caminho do mal (II Reis 8:26-27).

Deus tem planos para as mães (Êx 2:1-10) esse grande chamado é uma tarefa desgastante (Dt 6:6-7): logo pela manhã, talvez você leia a palavra de Deus para seu filho, as refeições você tende a atender as suas necessidades físicas, na rua pode em ensinar-lhe a beleza da criação, na hora de dormir pode orar com ele e dar-lhe segurança.

A recompensa é dígna do esforço.

"Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva."
(Pv 31:28)


As Mães piedosas são o maior tesouro de uma nação, as mulheres auxiliadoras do Senhor e as mais abençoadas entre as mulheres.

Fonte: A Bíblia da Mulher – Revista e Atualizada
Blog Widget by LinkWithin